Blog da Oficina

Um Dia Comum

Vinte e Sete de Janeiro de 2020. Na rua, chove incessantemente. No ônibus lotado, uma senhora com seu guarda-chuva e sacolas reclama o assento preferencial. Uma mulher, com duas crianças, cede seu lugar. A menor delas chora, reclamando de cansaço. Ao seu lado, um homem - com um terno um pouco grande para o seu tamanho - lê uma passagem bíblica a plenos pulmões. Sentados, um grupo de adolescentes revira os olhos, enquanto mexem em seus celulares.

Mais ao fundo, uma garotinha ruiva pula e grita, enquanto chuta o banco da frente, onde uma jovem tenta estudar. Com a leitura frustrada, questiona a mãe quanto aos modos da criança.Irritada,a mãe indaga se a jovem não teve infância. Ao lado, um senhor cochila e ameaça cair no corredor.

Um jovem escuta Mc Guimê em sua caixa de som portátil.
Alguém grita pedindo para que desligue o som, pois é trabalhador e precisa dormir. Um bêbado ri alto, dando graças a Deus por já ser aposentado.

Uma mistura de barro e água toma conta do corredor. Uma mulher tenta chegar à porta de saída, mas resvala, deixando cair suas compras. Maçãs se perdem entre tantas pernas. Gritos e risadas tomam conta do veículo, mas ninguém oferece ajuda.

No último assento, um homem de meia idade pressiona uma garota negra contra a parede. Algumas pessoas observam a cena, indiferentes. Ela grita, implora para ser escutada. Em vão. O som de funk e de conversas frívolas ecoam dentro do ônibus.


Carine Gerhardt é gaúcha e formada em Turismo. Foi escrevendo sua monografia que se deu conta da sua paixão pelas palavras. Acredita que elas carreguem muito mais significado quando escritas, já que a interpretação cabe a cada um que as lê.
Sonha em morar numa cabaninha no litoral catarinense, com uma rede e um cachorro, viver de poesia e vento no rosto. Mas a realidade ainda a obriga a acordar cedo e encarar a vida como ela é: caótica e inspiradora, como um ônibus cheio às 6 horas da manhã.

Carine Gerhardt
17/02/2020

 

 

Site desenvolvido por metamorfose agência digital

DEPOIMENTOS

"Fiquei muito satisfeito com o conteúdo da Oficina. Minha experiência com escrita, agora vejo com maior clareza, era inteiramente prática ou intuitiva e, certamente, passível de ser substancialmente melhorada. Gostei muito da orientação obtida através da Oficina e, em particular, da tua avaliação do material dos desafios."

Décio Oliveira Elias,
Rio de Janeiro, RJ

mais depoimentos

 

Para Oficina de Criação Literária

 

 

 

curso desenvolvido pela