Blog da Oficina

Blue

Hoje aquele céu azul
terrivelmente azul
chovia em mim
um gosto de blues
enquanto eu andava
ensimesmada
os olhos baços
entre os seus abraços
batendo a cabeça em cada poste
Amor, você não vê que está chovendo?
Nenhuma nuvem
nesse azul cor de chumbo
mas a alma já alagada
com a rua cheia até a garganta
limpava vidraças
E o céu ainda me pede
um pouco mais
um pouco mais
as minhas lágrimas
já lavaram a calçada
Você me diz que é assim mesmo
O meu coração é essa balsa
que vibra
no seu solo de guitarra
o meu corpo um rio
perdido
na terceira margem do sonho
Eu digo a culpa é desse céu
cinicamente azul
apesar da dor,
da agonia das ruas,
da navalha do real
Apesar de tudo,
a pesar, a pesar
Amor, você não vê que está chovendo?


Suzane Silveira é professora e entusiasta da leitura. Atualmente, estuda poesia de autoria feminina no Brasil e desenvolve projetos literários com seus alunos. É apaixonada por escrever, tendo publicado poemas em guardanapos de papel e contos em folhas perdidas. Nas horas vagas, alimenta o sonho de superar a rudeza do cotidiano e ver beleza nas pequenas coisas da vida.

Suzane Silveira
21/04/2020

 

 

Site desenvolvido por metamorfose agência digital

DEPOIMENTOS

"Fiquei muito satisfeito com o conteúdo da Oficina. Minha experiência com escrita, agora vejo com maior clareza, era inteiramente prática ou intuitiva e, certamente, passível de ser substancialmente melhorada. Gostei muito da orientação obtida através da Oficina e, em particular, da tua avaliação do material dos desafios."

Décio Oliveira Elias,
Rio de Janeiro, RJ

mais depoimentos

 

Para Oficina de Criação Literária

 

 

 

curso desenvolvido pela