Eu sou o Batman

Ana Mello

Certamente você já quis ser um super-herói. Eles marcam época e aparecem em todos os tempos na vida de crianças e adultos. As crianças brincam, imitam, não têm limites que iniba as possibilidades que querem alcançar. 
 
Os adolescentes, jogando online, também incorporam personagens como se fosse realidade. Já os adultos, disfarçam, mas gostariam de ter poderes que os fizessem voar, salvar a humanidade, ler mentes, ficar invisíveis a todo o momento e lutar com seres malignos em outras dimensões. Porém, nem sempre admitem.
 
Escritores não precisam de desculpas, em cada conto, em cada novela ou romance, assumem os personagens que quiserem. São heróis ou bandidos, matam e salvam sem a menor cerimônia. Mesmo assim temos aquele herói predileto, que não é nossa criação, mas gostaríamos mesmo que fosse.
Pensem no Batman! 
 
O personagem foi criado em 1939, pelo escritor Bill Finger e pelo artista Bob Kane para histórias em quadrinhos. Batman é a identidade secreta do bilionário americano Bruce Wayne, que depois de ver seus pais assassinados quando ainda criança, jura vingança. Ele não tem super poderes como alguns pensam, treinou física e intelectualmente e criou um personagem inspirado em um morcego. Wayne é ágil nas artes marciais, tem habilidades de detetive e domina técnicas de ciência e tecnologia. Sua criatividade não barra em dificuldades financeiras para bancar seus projetos, defendendo Gotham City de grandes vilões com aparatos inovadores.
 
Você gostaria de ser o Batman?
 
Pois meu aluno, em uma reunião do nosso grupo de discussão literária, disse que eu sou o Batman. Tomei como um elogio é claro, pois ele me colocou na posição de seu herói, ou heroína. De alguém que ele quer imitar, que tem qualidades admiráveis, que salvaria o mundo. 
Bom, exagerei um pouco.
 
Na hora eu estava apenas abrindo um vinho com um saca-rolha elétrico que ganhei de presente.
 
Brincadeiras a parte, eu tenho poderes mesmo. Poder de através do grupo de criação literária atuar na transformação das pessoas. Valorizar seus talentos para escrita e desafiá-los a pensar diferente, a respeitar a opinião dos demais participantes. Tenho o poder de escolher assuntos que marquem suas vidas. Apresentar novos escritores, olhares novos em textos já lidos. Poder de cutucar sua opiniões, desorganizar suas rotinas nas quintas-feiras.
 
Eu sou o Batman!

 

Comentários:

Adorei, Ana. Teu texto me deu um tantinho a mais de ânimo para enfrentar esse mundo que anda insistentemente hostil. Sim, tem muita coisa que podemos transformar para melhor!
:o)
Beijo!
Maurem Kayna, Guaíba - RS 07/05/2017 - 20:15

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "460407" no campo ao lado.
 
  

 

Voltar
Site desenvolvido por metamorfose agência digital

DEPOIMENTOS

"Fiquei muito satisfeito com o conteúdo da Oficina. Minha experiência com escrita, agora vejo com maior clareza, era inteiramente prática ou intuitiva e, certamente, passível de ser substancialmente melhorada. Gostei muito da orientação obtida através da Oficina e, em particular, da tua avaliação do material dos desafios."

Décio Oliveira Elias,
Rio de Janeiro, RJ

mais depoimentos

 

Para Oficina de Criação Literária

 

 

 

curso desenvolvido pela