Capacidade linguística e comunicação oral

Suely Braga

Todo aquele que é escritor, ou aprendiz de escritor, ou aqueles que precisam escrever necessitam dominar a capacidade linguista. Conhecer a estrutura da língua, lidar com seus aspectostécnicos, conhecer a diferença entre um verbo e um adjetivo. Saber a conjugação verbal, o que é uma preposição, o emprego das conjunções, o emprego da pontuação. Atualmente os alunos desconhecem a estrutura linguística e, por isso, verificamos a dificuldade que eles tem para ler e interpretar um texto e o grande fracasso das redações do ENEM todos os anos.
Precisamos diferenciar a capacidade linguística da expressão oral. Quando falamos em nosso cotidiano, nem sempre observamos a capacidade linguística, principalmente em nosso Brasil com as imensas diferentes regionais. Cada Estado tem sua linguagem própria, além do emprego de gírias. Por exemplo a palavra guri só é usada no RS.Aliás nosso 
 
Estado tem um linguajar específico usado pelos gaúchos. É o único Estado que emprega o tu em vez de você, por isso usamos o pronome tu e empregamos o verbo na terceira pessoa, exemplo: “tu foi” em vez de “tu foste.”” Tu chegou”, em vez de “tu chegaste” Muitas palavra que usamos como: o pão francês que chamamos de cacetinho e nos Estados do Nordeste é considerado palavrão. Uma aluna cearense ficou apavorada, quando falaram em “rabo quente” na sala de aula, porque lá no Nordeste tem o significado de palavrão. Houve uma época em que eu me correspondia com umas amigas paulistas. Elas não entendia muitas palavras usadas no cotidiano. A palavra “riquinha” que usamos muito  
aqui no sul, para elas não existe. Uma vez no Rio de Janeiro vi dois motorista de ônibus conversando e não entendia nada, porque eles usavam gírias.
Atualmente na própria internet, em vídeos constatamos erros no emprego dos pronomes e outras palavras usadas.
               
Osório, 18/06/2017.

 

Comentários:

Caro Marcelo: Vou fazer o curso presencial
"lingua e estilo em contos de Graciliano Ramos"
duração de 05 aulas, de 23 a 29 próximo no Rio.
Após isso, vou enviar para o Oficina os
trabalhos de criação finais para o Certificado.
Manuel M. Pereira, Rio 15/08/2017 - 06:01
Cara Suely: Fiz o ENEM EM 2012 aqui no Rio
Me saí bem e fui aprovado. Considero a parte
de linguagem da Oficina de Criação com maior
qualidade e,por isso mesmo, mais dificil.
Vou fazer uma revisão do curso médio para me
atualizar
Manuel M. Pereira, Rio de Jneiro RJ 29/06/2017 - 19:11

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "160507" no campo ao lado.
 
  

 

Voltar
Site desenvolvido por metamorfose agência digital

DEPOIMENTOS

"Fiquei muito satisfeito com o conteúdo da Oficina. Minha experiência com escrita, agora vejo com maior clareza, era inteiramente prática ou intuitiva e, certamente, passível de ser substancialmente melhorada. Gostei muito da orientação obtida através da Oficina e, em particular, da tua avaliação do material dos desafios."

Décio Oliveira Elias,
Rio de Janeiro, RJ

mais depoimentos

 

Para Oficina de Criação Literária

 

 

 

curso desenvolvido pela